sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Bode Expiatório

Esta é a cantora teen Rebecca Black, conhecida por lançar as suas canções utilizando as redes sociais como plataforma de divulgação. Mas quando lançou a sua primeira canção, a ingênua e despretensiosa Friday (sexta-feita, razão de eu estar postando isso hoje), todo mundo começou a descer o cacete na coitada, como se ela fosse a responsável pela evidente decadência musical da atualidade. Um bode expiatório musical.

Coitada. Além da música dela ser claramente direcionada ao público infanto-juvenil, não tendo nenhum compromisso com o progresso das artes, não canso de escutar músicas muito piores que Friday nas vozes de Justin Bieber e das "imaculadas" Beyoncé e Britney Spears, os três tratados como "verdadeiros gênios" da atualidade e possuindo verdadeiros cães de guarda como fãs. Se Rebecca Black não é genial, está longe também de ser um desastre.

Ela está lançando uma nova canção, The Great Divide, e está dando entrevistas para divulga-la. Black, pelo jeito não levou a sério as - injustas - críticas e leva a sua carreira adiante, sem a obrigação de ser uma "Joan Baez" ou uma "Sarah Vaughan". Black canta para se divertir e depois da polêmica, parece não fazer muita questão de ser levada a sério.

Agora quanto a mulher Rebecca Black: rapaz, como ela é uma gracinha! Rebecca é linda demais e tem um belo corpo, com bons seios e também possui um sorriso apaixonante, além do jeitinho charmoso de falar e de gesticular. Pode até não ser uma grande cantora, mas como mulher é uma das melhores. Como uma admirável gata, não deixa a desejar.

Em tempo: a música abaixo lembra bastante o estilo de Katy Perry, um pouco melhorzinha do que muita coisa que a gente ouve por aí, e mesmo infanto-juvenil, soa palatável.